quarta-feira, 28 de setembro de 2016

Outubro - Mês Internacional da Biblioteca Escolar

Aprende a descodificar o teu mundo

Este é o tema definido pela International Association of School Librarianship (IASL) para o Mês Internacional da Biblioteca Escolar (MIBE).

Para 2016, o Gabinete da Rede de Bibliotecas Escolares estabelece 24 de outubro como Dia da Biblioteca Escolar em Portugal.

O concurso de ideias “Aprende a descodificar o teu mundo” é a iniciativa que a RBE lança este ano para assinalar o MIBE. 

A biblioteca escolar faz parte do nosso mundo e se olharmos para ela com atenção, se percebermos o seu funcionamento, se a descodificarmos, seremos capazes de ter ideias que ajudem a torná-la (ainda) melhor.

O desafio consiste em apresentar uma ideia inovadora, que se consubstancie na criação de um produto ou ideia de melhoria de um serviço, relacionado com uma das áreas de trabalho da biblioteca escolar.


Até 31 de outubro, os alunos são desafiados a pôr a sua criatividade em ação e a apresentar uma ideia. Cada agrupamento/ escola não agrupada pode candidatar-se a este concurso, com a proposta que considerar melhor, de acordo com o regulamento anexo. A ideia vencedora, bem como os seus autores, serão premiados. Fonte RBE

quinta-feira, 22 de setembro de 2016

Canção de Outono



Perdoa-me, folha seca, 
não posso cuidar de ti.
Vim para amar neste mundo, 
e até do amor me perdi.
De que serviu tecer flores
pelas areias do chão 
se havia gente dormindo 
sobre o próprio coração?

E não pude levantá-la!
Choro pelo que não fiz.
E pela minha fraqueza
é que sou triste e infeliz.
Perdoa-me, folha seca!
Meus olhos sem força estão
velando e rogando aqueles 
que não se levantarão...

Tu és folha de outono 
voante pelo jardim.
Deixo-te a minha saudade
- a melhor parte de mim.
E vou por este caminho,
certa de que tudo é vão.
Que tudo é menos que o vento,
menos que as folhas do chão...


Cecília Meireles

Ping Pong em 2016

quarta-feira, 21 de setembro de 2016

A queda das folhas


“Quero apenas cinco coisas... 
Primeiro é o amor sem fim 
A segunda é ver o outono 
A terceira é o grave inverno 
Em quarto lugar o verão 
A quinta coisa são teus olhos 
Não quero dormir sem teus olhos. 
Não quero ser... sem que me olhes. 
Abro mão da primavera para que continues me olhando.”

Pablo Neruda

terça-feira, 20 de setembro de 2016

Uma névoa de Outono




Uma névoa de Outono o ar raro vela, (5-11-1932)


Uma névoa de Outono o ar raro vela,

Cores de meia-cor pairam no céu.
O que indistintamente se revela,
Árvores, casas, montes, nada é meu.



Sim, vejo-o, e pela vista sou seu dono.

Sim, sinto-o eu pelo coração, o como.
Mas entre mim e ver há um grande sono.
De sentir é só a janela a que eu assomo.



Amanhã, se estiver um dia igual,

Mas se for outro, porque é amanhã,
Terei outra verdade, universal,
E será como esta [...]
                                           Fernando Pessoa


segunda-feira, 19 de setembro de 2016

Vem aí o outono ...


"Uma árvore em flor fica despida no outono. A beleza transforma-se em feiúra, a juventude em velhice e o erro em virtude. Nada fica sempre igual e nada existe realmente. Portanto, as aparências e o vazio existem simultaneamente."
                                                           Dalai Lama


quinta-feira, 15 de setembro de 2016

Inicio do ano letivo




A  Biblioteca Escolar dá as boas vindas a todos: alunos, professores, pais, encarregados de educação e assistentes operacionais.
Fazemos votos para que todos venham com vontade de aprender coisas novas e para que a nossa escola continue a ser um lugar privilegiado de aprendizagem e de convívio entre toda a comunidade.
Aguardamos a vossa visita. Utilizem-na como uma mais-valia no vosso enriquecimento pessoal.